Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Diário de Campo

Um blog que junta o entusiasmo pela fotografia com o fascínio pela Natureza. O objetivo é continuar a aprender através da observação e partilha.

Diário de Campo

Um blog que junta o entusiasmo pela fotografia com o fascínio pela Natureza. O objetivo é continuar a aprender através da observação e partilha.

10 Nov, 2021

A Poupa

Uma das aves que mais queria fotografar em Lisboa

A fotografia já é de agosto, de um passeio feito ao final do dia por Monsanto. Estava de regresso a casa, cansado e algo frustrado por não ter avistado nada de interessante nesse passeio, quando reparei num pássaro diferente, pousado no fio de um poste de eletricidade, a uns 50 metros de distância. Diferente e inconfundível: a Poupa. Não tive muito tempo para reagir: consegui fazer menos de cinco disparos até voltar a desaparecer em voo. Segundo o Aves de Portugal (...)
Sinto que estou um pouco atrasado no registo por aqui de algumas das espécies que tenho avistado nos meus passeios, mas não podia avançar mais nas publicações sem antes falar desta águia-d'asa-redonda, que fotografei há umas semanas nos céus do Parque Florestal de Monsanto. Na realidade, eram duas águias, que pareciam estar a planar aos círculos sobre a floresta. Quando voavam mais alto, tornava-se quase impossível dar por elas à vista desarmada. Tive que aguardar alguns (...)

O mainá-de-crista

Comecei por reparar nele devido ao vislumbre de penas brancas nas asas, o que parecia errado para um melro. Precisei de ampliar a fotografia para reparar na crista - e confirmar que não se tratava do habitual melro. Uma pesquisa na internet levou-me à sua identificação e história: trata-se de um mainá-de-crista, uma ave exótica, de origem asiática, que terá sido introduzida em Portugal nos anos 90, e que parece estar a dar-se bem (...)
24 Dez, 2020

Corvo marinho

O objetivo, esta manhã, não era fazer birdwatching junto ao Cais das Colunas, mas este corvo marinho, pousado em cima de uma das colunas, captou-me a atenção. É habitual avistar gaivotas pousadas nas colunas (saberão que estão a pousar para dezenas, senão mais, de fotografias?), mas foi a primeira vez que avistei uma ave deste porte no topo do pilar. A beleza da alvorada junto ao Tejo chama-nos a todos, homens e aves.