Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Diário de Campo

Um blog que junta o entusiasmo pela fotografia com o fascínio pela Natureza. O objetivo é continuar a aprender através da observação e partilha.

Diário de Campo

Um blog que junta o entusiasmo pela fotografia com o fascínio pela Natureza. O objetivo é continuar a aprender através da observação e partilha.

Um golfinho-comum a saltar fora da água no rio Tejo

Desde que soube, há coisa de um ano, que havia novamente golfinhos no Tejo, que tenho andado de olhos fixos no rio, sempre que por lá passo. Ao final de uma tarde da semana passada, junto ao terminal do Cais Sodré, a surpresa irrompeu finalmente do horizonte.

Não sabia que fotografias tinha conseguido fazer até chegar ao computador e começar a editá-las. A surpresa e o deslumbramento de conseguir avistar estes seres no Tejo (já os tinha visto uma vez, ao largo da Comporta) superaram por algumas horas a curiosidade com o resultado de algumas dezenas de disparos. Tive a sorte de trazer a DSLR comigo naquele passeio, ainda que emparelhada com a minha lente mais pequena, aquela menos ideal para fotografar a grandes distâncias. O pasmo foi imediato, mesmo assim, ao aparecer a fotografia acima (cortada para ampliar a ação no centro da imagem). Mãos à boca e uns bons 10 segundos de incredulidade. Nunca tinha tido uma reação destas com uma fotografia saída da minha câmara. Suspeito que não volto a ter tão cedo.

(O biodiversity4all.org ajudou com a identificação: trata-se de um golfinho-comum, a espécie mais numerosa de golfinhos no Oceano Atlântico. Parecia estar acompanhado de dois, talvez mais, indivíduos.)